- LISBOA 22:38 - AO VIVO NO COLISEU -

UNIVERSAL MUSIC PORTUGAL
2013

LISBOA 22:38 - AO VIVO NO COLISEU


01_ A Casa fechada
02_ Algo estranho acontece
03_ Fortuna
04_ Queria conhecer-te um dia
05_ Flagrante
06_ Lambreta
07_ Guia
08_ Apelo
09_ Fado desconcertado
10_ A tua frieza gela
11_ Fado da vida bela
12_ Noite estrelada
13_ Zorro
14_ Milagrário pessoal
15_ Barroco tropical
16_ Não me dou longe de ti
17_ Readers Digest
18_ Em quatro luas
19_ Despedida
19_ DESPEDIDA

(Marcha Do Marceneiro - Carlos Conde / Alfredo Marceneiro)

 

É sempre tristonha e ingrata

Que se torna a despedida

De quem temos amizade

Mas se a saudade nos mata

Eu quero ter muita vida

Para morrer de saudade

 

Dizem que a saudade fere

Que importa quem for prudente

Chora vivendo encantado

É bom que a saudade impere

Para termos no presente

Recordações do passado

 

É certo que se resiste

Á saudade mais austera

Que á ternura nos renega

Mas não há nada mais triste

Que andar-se uma vida á espera

Do dia que nunca chega

 

Só lembranças ansiedades

O meu coração contém

Tornando-me a vida assim

Por serem tantas as saudades

Eu dou saudades alguém

Para ter saudades de mim