- QUINTO -

UNIVERSAL MUSIC PORTUGAL
2012

QUINTO


01_ Fado desconcertado
02_ A casa fechada
03_ Algo estranho acontece
04_ Rua dos meus ciúmes
05_ Flagrante
06_ Não vale mais um dia
07_ Lambreta
08_ Madrugada
09_ Milagrário pessoal
10_ Só pode ser amor
11_ Noite estrelada
12_ Queria conhecer-te um dia
13_ Fortuna
14_ Maré
15_ Imperfeito sentimento
16_ Nau - Frágil
13_ FORTUNA

(Márcio Faraco)

 

Não tenho nada em meu nome

 

Somente o fado que faço

Meu coração não tem fome

Mora num pequeno espaço

Vive da vida que passa

De amores que vão e vêm

Nada possuo em meu nome

E nem invejo ninguém

 

Lamento

Se não me querias por mim

Não vias

O quanto sou rico assim

Um dia virás me dizer “não vivi”

Só posso ter pena de ti

 

Fortuna ganhei tanto quanto perdi

Não tenho posses, nem peço

De outras paixões já sobrevivi

Sei dos meus erros, confesso

 

Adeus, não olho pra trás

O tempo tudo consome

Perde-se o ouro, o amor se desfaz

Não tenho nada em meu nome

 

O tempo tudo consome

Não tenho nada em meu nome