- QUINTO -

UNIVERSAL MUSIC PORTUGAL
2012

QUINTO


01_ Fado desconcertado
02_ A casa fechada
03_ Algo estranho acontece
04_ Rua dos meus ciúmes
05_ Flagrante
06_ Não vale mais um dia
07_ Lambreta
08_ Madrugada
09_ Milagrário pessoal
10_ Só pode ser amor
11_ Noite estrelada
12_ Queria conhecer-te um dia
13_ Fortuna
14_ Maré
15_ Imperfeito sentimento
16_ Nau - Frágil
05_ FLAGRANTE

(Maria do Rosário Pedreira / António Zambujo)

 

Bem te avisei, meu amor,

Que não podia dar certo,

E era coisa de evitar.

Como eu, devias supor

Que, com gente ali tão perto,

Alguém fosse reparar.

 

Mas não: fizeste beicinho,

E como numa promessa,

Ficaste nua para mim.

Pedaço de mau caminho,

Onde é que eu tinha a cabeça

Quando te disse que sim?

 

Embora tenhas jurado

Discreta permanecer,

Já que não estávamos sós,

Ouvindo na sala ao lado

Teus gemidos de prazer,

Vieram saber de nós.

 

Nem dei p’lo que aconteceu,

Mas, mais veloz e mais esperta,

Só te viram de raspão.

Vergonha passei-a eu:

Diante da porta aberta

Estava de calças na mão.