- GUIA -


2010

GUIA


01_ Guia
02_ Apelo
03_ Não me dou longe de ti
04_ A tua frieza gela
05_ Readers Digest
06_ Zorro
07_ A deusa da minha rua
08_ Toada Alentejana I
09_ Quase um fado
10_ Barroco tropical
11_ De mares e Marias
12_ Poema dos olhos da minha amada
13_ Fado da vida bela
14_ Em quatro luas
13_ FADO DA VIDA BELA

(Pedro Luís / Ricardo Cruz)

 

És musa de beleza sem limites

Permites que o poeta em mim não cesse

Consentes ao oculto aparecer

No tudo que ofereces quando existes

 

Beleza assim de musa tal qual trazes

Arrebata o tonto olhar de quem avista

E arrisca ter a vida

Por um fio

Mas perco-me num assobio

Porque a vida é dela

 

És musa de beleza sem limites

Permites que o poeta em mim não cesse

Consentes ao oculto aparecer

No tudo que ofereces quando insistes

Em me inspirar

 

Aquilo que o teu silêncio explica

O destino traz para mim em labaredas

Veredas

Onde somes da visão

Descompassam o coração

Mas a vida é bela.