- O MESMO FADO -


2002

O MESMO FADO


01_ O mesmo fado
02_ Senhora do Livramento
03_ Beijos de fogo
04_ Guitarra triste
05_ Jogo de sedução
06_ Arraial
07_ Trago Alentejo na voz
08_ Triste fado
09_ Noite despida
10_ Fado alcantarado
11_ Terra da minha gente
12_ Minguante das luas
08_ TRISTE FADO

(Jorge Fernando)

 

Senhora desconheço seus cuidados

Mas vejo-lhe no rosto desamores

Tão triste faz lembrar-me tristes fados

Onde o amor só rima com a dor

Senhora seu semblante me fascina

Quando olho em seu rosto e me entristeço

Não sei se me revela ou me domina

Mas sei que é nele que me reconheço

 

Senhora há algo em si de tão divino

Que acorde esta emoção a que me dou

No homem que hoje sou há um menino

Que anseia agradecer-lhe o ser que sou

 

Senhora amargura-me o seu pranto

Sem lhe poder dizer culpado sou

Nos olhos que lhe vejo o amor é tanto

Que fico nesta duvida em que estou

Senhora a quem fui eu ofender

Porque busquei caminhos não usados

Que sofrimento é vê-la sofrer

Tão triste, faz lembrar-me tristes fados.