- RUA DA EMENDA -

UNIVERSAL MUSIC PORTUGAL
2014

RUA DA EMENDA


01_ Fatalidade
02_ Valsa do Vai não Vás
03_ Pica do 7
04_ Flinstones
05_ Barata tonta
06_ Valsa de um pavão ciumento
07_ Canção de Brazzaville
08_ Despassarado
09_ Zamba del Olvido
10_ Último desejo
11_ Pantomineiro
12_ O Tiro Pela Culatra
13_ Valsa Lisérgica
14_ La chanson de Prévert
15_ Viver de ouvido
11_ PANTOMINEIRO

(Edu Mundo)

 

A Rosa é bonita

Mas mais é a Rita

Que coisa tão bela

E as flores nela

Como à Gabriela

Vestem perfume

Que fica tão bem.

 

Formosa é Anita

Esguia catita

Mas que caravela

Já a Daniela

Seu rosto revela

Sorrisos que assumem

Que a quero também.

 

Falei com Amélia

Para ver Aurelia

Irmã de Florbela

Pois flor como ela

Só vira Manuela

Aflora ciúme

De rubro carmim.

 

Quase não quis Odete

Que através de Elizabete

Mandou as lágrimas dela

Ao contar-lhe na viela

Que não seria ela

Quem ia cuidar de mim .

 

Já beijei Joana

E a Mariana

Mas fui com cautela

Pois nessa ruela

Na mesma cancela

Num golpe de sorte

Marina me quer.

 

Tal como a Firmina

Ana e Josefina

Querem ter a tutela

Mas sinto a cela

E o meu amor gela

Reanimo o norte

E fujo a correr.

 

Sonhei com os dias

De todas as Marias

Virem à janela

E como uma aguarela

Verde e amarela

Num ondulado forte

De azul rosmaninho .

 

De tanto querer

Tudo o que é mulher

Sei que no final

De não saber qual

Vivo assim o mal

De amar sozinho.

 

voz: António Zambujo

guitarra clássica: Carlos Manuel Proença